Notícias

Um simples hábito que combate o Alzheimer

  • Women's Health

  • |
  • 2018-12-21


O combate ao sedentarismo pode ser a chave para reduzir a preponderância da doença de Alzheimer, a nível mundial. De acordo com uma investigação realizada pela Universidade de Cambridge (Reino Unido), um em cada três casos deve-se a fatores de risco, como a falta de exercício físico, que podem ser modificados com alterações ao estilo de vida. A prática de exercício físico e uma vida mais ativa reduzem os níveis de obesidade, hipertensão e diabetes, diminuindo, consequentemente, o risco de desenvolvimento de demência.

Carol Brayne, coordenadora da investigação do Cambridge Institute of Public Health, explica que os grandes fatores de risco podem ser combatidos e que reduzindo o risco relativo a cada um deles, em 10%, será possível reduzir a prevalência do Alzheimer em 8,5%. Deborah Barnes, da Universidade da Califórnia (EUA), uma das coautoras do estudo, defende o mesmo:

“É importante termos uma estimativa da prevalência futura do Alzheimer, bem como estimativas acerca do potencial que as mudanças de estilo de vida podem ter a nível da sociedade”, afirma. “A doença de Alzheimer é um grande fardo para os sistemas de saúde de todo o mundo e principalmente para os pacientes e os cuidadores. A nossa esperança é que estas estimativas ajudem os profissionais médicos e os legisladores a desenhar estratégias eficientes para prevenir e gerir o problema”, explica a investigadora.

Entre os fatores de risco do Alzheimer encontram-se a diabetes, hipertensão, obesidade, falta de atividade física, depressão, tabagismo, baixo nível de escolaridade.

Fonte https://www.womenshealth.pt/saude/exercicio-ajuda-combater-canco-da-mama em 21/12/2018

Tags

Últimas Notícias

  • 2019-05-10

    Responsabilidade social e as farmácias

  • 2019-04-29

    Combate ao VIH, tuberculose e malária

  • 2019-04-22

    Estratégia de Alimentação Saudável